Universidade Paulista http://www.unip.br Últimas notícias pt-br Copyright Unip. Todos os direitos reservados. UNIP - Universidade Paulista http://www2.unip.br/img/layout/logo_unip_rss.gif http://www.unip.br 154 79 <![CDATA[23/10/2020 - Curso de Letras participa de debate sobre metáforas, inclusão e futebol ]]> Por Roseli

A coordenadora geral do curso de Letras da UNIP, Roseli Gimenes, e o professor do curso, Adílson Silva Oliveira, participaram, no dia 5 de outubro, de um debate ao vivo sobre o tema Metáforas em campo: crianças, futebol, arte e educação. O evento foi transmitido no canal do YouTube do Instituto Lego.

O debate contou com a presença de Tom Moisés, da Secretaria Municipal de Esportes de Barueri, que falou sobre a importância da inclusão por meio do esporte e apontou o trabalho do município nessa direção, e de Adílson Silva Oliveira, autor do livro Metáforas em campo: o futebol brasileiro e suas representações no jornalismo popular, que abordou com propriedade as metáforas do discurso futebolístico na imprensa escrita.

Durante a conversa, a professora Roseli Gimenes ressaltou que, segundo o UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), o futebol é um instrumento educativo valioso que pode ajudar as crianças a superar traumas e frustrações.

O evento recebeu estudantes, professores, coordenadores e diretores dos cursos de Letras, Psicologia, Educação Física, entre outros, além de integrantes e convidados do Instituto Lego.

]]>
DATA23/10/2020
<![CDATA[23/10/2020 - A Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa comunica as defesas de agosto de 2020 ]]> Por pós

Data da defesa: 06/08/2020

Autor: Rute Hatsue Oji Wada

Orientador: Profa. Dra. Cecília Maria Villas Bôas de Almeida

Programa: Mestrado em Engenharia de Produção

Título: Avaliação em emergia da cadeia produtiva de flores e plantas ornamentais

Resumo: Modelo de negócio, em geral, é um conceito de venda de produto com valores monetários. Para a cadeia produtiva de flores, são necessários insumos, como mão de obra, eletricidade, maquinários, combustível, fertilizantes, pesticidas, água e adubo para produzir flores. Em geral, esses insumos são contabilizados para gerar o custo operacional da produção. A distribuição feita por caminhões resulta em uso de combustível fóssil para as entregas até os entrepostos e as floriculturas, para a comercialização das flores. Este trabalho avaliou e comparou quatro modelos de negócio tradicional, on-line, PSS1 e PSS2. A implantação de serviço agregado ao produto nos modelos de negócio tradicional on-line, PSS1 e PSS2, por meio da plataforma digital, proporcionou mudanças nos fluxos de entrada. Para contribuir com uma visão de sustentabilidade nos modelos de negócios, o objetivo do trabalho foi mensurar a quantidade de recursos na cadeia produtiva de flores e plantas ornamentais. Para atingir esses objetivos, indicadores do método em emergia, como a contabilidade ambiental, foram considerados. Os resultados mostram que o modelo de negócio tradicional, on-line, PSS1 e PSS2, possui rendimento (EYR) igual a 1 e alta carga ambiental (ELR) para os quatro modelos de negócio, gerando muito estresse ao meio ambiente. A relação de troca obteve resultado insignificante para comparação e baixa sustentabilidade (ESI) para os quatro modelos de negócio, com valores menores que 1. Implantar tecnologia e PSS no modelo de negócio na cadeia produtiva mostrou que não houve sustentabilidade no sistema. A avaliação em emergia mostrou que modelos de negócios PSS são aplicáveis, podendo ser modificados ao longo do tempo, mas somente a implantação do PSS não mostra sustentabilidade no sistema. Tornar o uso dos recursos mais eficiente é a proposta da sustentabilidade em emergia.

 

Data da defesa: 07/08/2020

Autor: Jair Gustavo de Mello Torres

Orientador: Prof. Dr. Pedro Luiz de Oliveira Costa Neto

Programa: Doutorado em Engenharia de Produção

Título: Um estudo sobre o desenvolvimento de cidades humanas e inteligentes sob a perspectiva do município de São José dos Campos

Resumo: Pela primeira vez na história da humanidade a maioria da população global vive nas cidades. Embora representem apenas 2% da superfície da Terra, as áreas urbanas consomem mais de 70% do total dos recursos mundiais. As cidades desempenham um papel primordial nos aspectos sociais, ambientais e econômicos em todo o mundo. Como consequência do rápido crescimento demográfico, as cidades estão enfrentando desafios inéditos na gestão, como, por exemplo, a mobilidade urbana. A preocupação com a “inteligência” na gestão das cidades é particularmente óbvia na América Latina, uma das regiões mais urbanizadas do mundo. O conceito de Cidade Inteligente é cada vez mais popular na literatura científica e nas políticas internacionais. Para entender esse conceito é importante reconhecer por que as cidades são consideradas elementos-chave para o futuro. No presente trabalho são apresentados artigos que incluíram uma revisão de literatura e estudos de caso em suas metodologias, abordando aspectos de gestão de cidades nas quais se aplicam os conceitos de Cidades Humanas e Inteligentes. Tornou-se evidente durante as pesquisas que há poucos projetos de Cidades Inteligentes que colocam de forma efetiva e contundente o cidadão no centro de todo o processo de planejamento. Foram estudados temas relevantes relacionados à gestão das cidades, como: conceitos e definições de Cidades Inteligentes, Cidades Digitais, Cidades Inclusivas, Cidade Sustentáveis, gestão do conhecimento, formas de participação e engajamento do cidadão, comunidades inteligentes, modelos de maturidade, necessidades do cidadão, serviços, qualidade e empreendedorismo, possibilitando, assim, propor o uso de metodologias centradas no usuário. Para tanto, este estudo sugere o uso de procedimentos centrados no cidadão, como os métodos World Café e o Quality Function Deployment (QFD), nos processos de gestão municipal e em projetos de Cidades Inteligentes, na busca pela inovação nos processos de gestão existentes nos governos municipais, integrando e interagindo o capital intelectual, a cultura local e as novas tecnologias existentes, assim como as que virão a existir, proporcionando o pleno desenvolvimento de uma Cidade Inteligente.

 

Data da defesa: 19/08/2020

Autor: João José Giardulli Junior

Orientador: Prof. Dr. Rodrigo Franco Gonçalves

Programa: Mestrado em Engenharia de Produção

Título: Um estudo exploratório da transição da Indústria 4.0 para a Sociedade 5.0

Resumo: As inovações tecnológicas têm sido uma constante no mundo e têm provocado grandes revoluções não só na economia de escala mas também nas possibilidades de personalização de produtos e na maneira como as pessoas estão vivendo. Este trabalho tem o objetivo de apresentar essas inovações ajudando a entender os fenômenos tanto da Quarta Revolução Industrial como o da Sociedade 5.0, recém-criada no Japão. Para isso, desenvolveu-se uma revisão da bibliografia disponível e uma análise documental. Como resultado, os desafios que se apresentam não são pequenos, porém, suscitam oportunidades de melhorias em várias áreas da sociedade, desde que, para isso, se criem políticas públicas que fomentem a criação de manufaturas inteligentes, o aproveitamento de energias renováveis e uma melhor distribuição de renda na sociedade como forma de sobrevivência do próprio modelo capitalista vigente.

  

Data da defesa: 25/08/2020

Autor: Marco Aurélio Fragomeni

Orientador: Prof. Dr. José Celso Contador

Programa: Mestrado em Administração

Título: A influência das competências organizacionais e dos vínculos interorganizacionais na competitividade de empresas que operam numa rede de negócios na Indústria 4.0

Resumo: Trata-se de uma análise sobre competitividade na denominada Indústria 4.0 – segmento de robôs. A temática envolve uma compreensão dessa competitividade entre empresas, por meio de seu posicionamento no mercado e de suas competências organizacionais, e entre redes de empresas, por intermédio dos vínculos socioeconômicos desenvolvidos entre as firmas participantes da malha. A abordagem empreendida no estudo das redes de negócios tem caráter sistêmico: processa-se mediante o uso da visão holística sobre o fenômeno relacional e se baseia na Teoria dos Custos de Transação. Portanto, utiliza-se das doutrinas da Organização Industrial, da Visão Baseada em Recursos (Resource Based View – RBV) e da abordagem relacional no contexto do CAC-Redes para compreender como as empresas competem entre si. A investigação vai além do escopo inicial e aponta sua lente sobre a Indústria 4.0, ainda incipiente no Brasil, bem como observa o fenômeno da competitividade a partir da tecnologia existente nas empresas da indústria brasileira de robôs. Assim, propõe-se alcançar o objetivo de avaliar a influência das competências organizacionais e dos vínculos interorganizacionais na vantagem competitiva de empresas que operam numa rede de negócios da indústria brasileira de robôs. As ferramentas para o desenvolvimento do tema foram o modelo de Campos e Armas da Competição – CAC (CONTADOR, 2008), aplicado nas empresas da amostra, e o CAC-Redes (CONTADOR, 2018), utilizado sobre as relações empresariais, ainda em fase experimental. Então, o problema de pesquisa é: Quais são os elementos essenciais geradores da competitividade empresarial na indústria brasileira de robôs? A metodologia utiliza uma abordagem qualiquantitativa e adota o modelo hipotético-dedutivo. Os resultados indicaram forte correlação positiva da variável, foco das competências organizacionais e dos vínculos interorganizacionais de uma empresa e de sua rede de negócios com seu grau de competitividade. Verificou-se, também, que os vínculos sociais, como comprometimento e cooperação, e os vínculos econômicos se correlacionaram positivamente com a competitividade. Ademais, a pesquisa evidenciou a existência de associação positiva forte entre a variável tecnológica e o grau de competitividade, apresentando uma composição das tecnologias típicas da Indústria 4.0 na indústria brasileira de robôs.

 

]]>
DATA23/10/2020
<![CDATA[23/10/2020 - A Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa comunica as defesas de setembro de 2020 ]]> Por Pós

Data da defesa: 24/09/2020

Autor: Julio Cesar Raymundo

Orientador: Prof. Dr. Oduvaldo Vendrametto

Programa: Doutorado em Engenharia de Produção

Título: Proposta de protótipo para diagnóstico de risco de segurança em terminais de contêineres no Porto de Santos

Resumo: Com a expansão dos portos brasileiros no século XXI e o crescimento na movimentação de cargas em contêineres, aumentou a demanda por armazenagem e operações seguras. Tornou-se, então, necessária a avaliação de análise de risco para prevenção e questões de segurança para garantir a preservação das partes envolvidas. Na operação de exportação e importação existem os atores do processo, conhecidos como agentes de carga, transportadores, seguradoras, armazéns, terminais, e os operadores portuários como principal serviço para concretização dessas operações. No Porto de Santos, por exemplo, em seu histórico, há acidentes com prejuízos ambientais, sociais e econômicos, afetando as redes de empresas e as cadeias produtivas. Com frequência registram-se várias ocorrências de apreensões de drogas, comprometendo a imagem do Porto, das empresas e do próprio país. Em função dos acidentes e do número de ocorrências com o aumento da demanda de contêineres, é necessário efetivar práticas de segurança para combater, prevenir e mapear as vulnerabilidades em um terminal de contêiner. Esta tese apresenta uma proposta na forma de protótipo com o objetivo de diagnosticar os riscos de segurança e a possibilidade de atenuar e prever possíveis ocorrências no terminal portuário de contêiner. A metodologia é exploratória, documental e empírica, por meio de consultas a especialistas, oferecendo resultados da análise de risco de segurança do terminal, verificado pela aplicação do protótipo. A metodologia com o uso do protótipo considera classificar e determinar o grau de risco sob os ativos, ameaças e perigos, vulnerabilidades e consequências em um terminal de contêiner no Porto de Santos. Com a aplicação desse protótipo é possível determinar a classificação e o grau de risco, facilitando a tomada de decisão e o cumprimento da legislação nacional e internacional. Realizar a identificação, análise e avaliação de risco em um terminal portuário de contêiner utilizando o protótipo elaborado, permitirá uma padronização para o setor e auxiliará no plano de segurança do terminal e do Porto.

 

Data da defesa: 30/09/2020

Autor: Luiz Alexandre Rodrigues Alves de Carvalho

Orientador: Profa. Dra. Silvia Helena Bonilla

Programa: Mestrado em Engenharia de Produção

Título: Mobilidade urbana das grandes metrópoles: o estudo da Região Metropolitana de São Paulo

Resumo: É lugar-comum dizer que o mundo está cada vez mais urbano e, analisando as metrópoles, vê-se uma necessidade cada vez maior da utilização da tecnologia para a adequação da infraestrutura das regiões metropolitanas a esses grandes adensamentos, bem como de todas as novas necessidades da vida cotidiana. Para isso, pode-se fazer uma leitura urbana sob a óptica das novas teorias urbanas, incluindo aí as Smart Cities, conceito que engloba diversas ferramentas tecnológicas de análise das dimensões componentes de uma cidade e, sob todos os aspectos, a questão da mobilidade mostra-se fundamental. Utilizando parâmetros de diversas pesquisas, algumas delas vêm sendo realizadas há mais de 50 anos, será analisada a questão da mobilidade urbana da Região Metropolitana de São Paulo, procurando mostrar como ela interfere na qualidade de vida e no dinamismo necessário para incorporar a metrópole às grandes cadeias de mercado global.

 

 

 

]]>
DATA23/10/2020
<![CDATA[22/10/2020 - Professor do PPGA-UNIP integra Comitê Científico Internacional ]]> Por Pos

O coordenador do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Administração da UNIP (PPGA, mestrado e doutorado), professor doutor Márcio Machado, atuou no comitê científico da 4th International Conference on Quality Engineering and Management (ICQEM). Promovido pela Universidade do Minho (UMinho), Portugal, o evento foi realizado virtualmente, nos dias 21 e 22 de setembro, e contou com a participação de pesquisadores de todo o mundo. Six Sigma, excelência operacional e organizacional, sistemas de gestão, ferramentas de qualidade, Indústria 4.0, entre outros, foram alguns dos temas debatidos.

Segundo o professor Márcio Machado, a sua participação como membro do Comitê Científico do quarto ICQEM é fruto de uma importante aproximação do PPGA da UNIP com a Escola de Engenharia da Universidade do Minho, iniciada com sua atuação como professor visitante na UMinho em 2015/2016.

Para mais informações sobre a 4th International Conference on Quality Engineering and Management, acesse o site.

]]>
DATA22/10/2020
<![CDATA[22/10/2020 - Professor do PPGA-UNIP integra Comitê Científico Internacional ]]> Por Pos

O coordenador do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Administração da UNIP (PPGA, mestrado e doutorado), professor doutor Márcio Machado, atuou no comitê científico da 4th International Conference on Quality Engineering and Management (ICQEM). Promovido pela Universidade do Minho (UMinho), Portugal, o evento foi realizado virtualmente, nos dias 21 e 22 de setembro, e contou com a participação de pesquisadores de todo o mundo. Six Sigma, excelência operacional e organizacional, sistemas de gestão, ferramentas de qualidade, Indústria 4.0, entre outros, foram alguns dos temas debatidos.

Segundo o professor Márcio Machado, a sua participação como membro do Comitê Científico do quarto ICQEM é fruto de uma importante aproximação do PPGA da UNIP com a Escola de Engenharia da Universidade do Minho, iniciada com sua atuação como professor visitante na UMinho em 2015/2016.

Para mais informações sobre a 4th International Conference on Quality Engineering and Management, acesse o site.

]]>
DATA22/10/2020
<![CDATA[20/10/2020 - UNIP promove Primeiro Fórum Internacional Gentilezas sem Fronteiras ]]> Por Fernanda

 

Gentileza sem Fronteiras é o tema do Primeiro Fórum Internacional realizado pela Universidade Paulista – UNIP nos dias 11, 12 e 13 de novembro. O evento será transmitido on-line e contará com profissionais brasileiros e estrangeiros de diversas áreas do conhecimento.

Organizado pela fundadora do Gentilezas: Centro de Estudos e Pesquisas, Ana Maria Ramos Sanchez Varella, e pela diretora de Internacionalização Acadêmica da UNIP, Laura Ancona Lopez Freire, o fórum abordará toda a diversidade e riqueza do tema. O assunto será refletido em suas fundamentações científicas para que se possa pensar em uma nova construção do conhecimento, com base em uma possível Ciência da Gentileza.

Segundo as organizadoras, no atual contexto é muito importante pensar também em uma maior participação do Terceiro Setor. Empreendedorismo social pode ser um caminho para renovações e transformações sociais. Neste sentido, o Primeiro Fórum Internacional Gentilezas sem Fronteiras irá contribuir para o desenvolvimento de ações, modelos e parcerias que possam estimular, auxiliar e transformar cidadãos que necessitem traçar novas oportunidades.

Com a participação de diversos atores, o evento espera que parcerias e bons frutos sejam gerados nesse ambiente de colaboração e transformação da sociedade.

Os pesquisadores do Centro de Estudos e Pesquisas sobre Gentilezas desejam mostrar as possibilidades de se pensar em novos modelos sociais que contribuam para o desenvolvimento intelectual, físico e moral de indivíduos. Modelos que incentivem indistintamente as pessoas a repensar gestos de gentilezas e atitudes que valorizem e contribuam para um contato humano melhor e mais delicado; que façam, enfim, com que todos possam desenvolver ações que fundamentem o bem-comum, alcançando também os que foram poucos contemplados com educação, saúde, entre outros direitos básicos.

Serão três dias de profunda reflexão, em que os convidados apresentarão propostas de atuação mais gentis em suas áreas, discutindo sobre as possibilidades de incentivar e promover mudanças em nossa sociedade, vislumbrando um modelo social mais equilibrado.

As inscrições podem ser feitas pelo site: https://bit.ly/31fsWun

Programação:

11/11/2020

Das 9h às 12h

Arte Musical – com Mônica Franco

Abertura oficial do Fórum – Profa. Dra. Marília Pereira Bueno Millan

Apresentação dos pesquisadores do INMTRA e do Gentilezas: Centro de Estudos e Pesquisas – Profa. Dra. Ana Maria R. S. Varella

Quem sou, deixa marca, ou em prosa, ou em verso! – Profa. Dra. Jucimara Silva Rojas

Gentilezas e Interdisciplinaridade – Profa. Dra. Ivani C. A. Fazenda

Das 19h às 22h

Apresentação – Adriana Cambaúva

Arte-performance – com Murilo Inforsato

Apresentação do Departamento de Internacionalização Acadêmica da UNIP – Profa. Dra. Laura Ancona Lopez Freire

A arte gentil ou gentil arte? – Prof. Dr. Oscar Alejandro Fabian D’Ambrosio

A dinâmica psíquica da Gentileza – Profa. Dra. Marília Pereira Bueno Millan


12/11/2020

Das 9h às 12h

Cultivando os sentidos – Profa. Dra. Luiza Romani Ferreira Banov

Educação inclusiva em Toronto – Profa. Dra. Daniela Emmerich de Souza Mossini Miskulin

Gentilezas e culturas – Profa. Ma. Greice Naomi Yamaguchi

A importância dos valores civilizatórios afro-brasileiros na construção da Gentileza – Oswaldo Faustino

Das 19h às 22h

Apresentação – Adriana Cambaúva

Portal do Envelhecimento: Gentilezas para Longeviver – Profa. Dra. Beltrina Côrte

Gentileza, cuidado e saúde: narrativas da vida contemporânea – Profa. Dra. Maria Carla Vieira Pinho

O formalismo do cotidiano jurídico e sua sinergia com os atos de gentileza – Dr. Sérgio Carvalho de A. Vallim Filho

A Gentileza na difusão científica – Paulo Gomes Varella


13/11/2020

Das 9h às 12h

Gentilezas no mundo dos negócios – Prof. Dr. Celso dos Santos Silva

Projeto Bolando a História – Profa. Dra. Gilka Figaro Gattás

Gentilezas no dia a dia – Alicia Stephany

A mágica da gentileza: o poder da ação e intenção – Luiz Gabriel Tiago

Das 19h às 22h

Apresentação – Adriana Cambaúva

Arte musical – com Pedro Andrade

Respeito à alma do outro – Profa. Dra. Nise Hitomi Yamaguchi

Aspectos da Gentileza na neurocirurgia – Prof. Dr. Rogério Luiz Aires Lima


Encerramento do Fórum

Gentilezas a caminho de uma nova ciência – Profa. Dra. Ana Maria R. S. Varella

]]>
DATA20/10/2020
<![CDATA[14/10/2020 - Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração da UNIP tem obras indicadas pelo STJ ]]> Por Pós

Dois trabalhos recentemente produzidos pela professora doutora do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Administração da UNIP, Angélica Carlini, foram mencionados na publicação Bibliografias Selecionadas – Planos de Saúde (março de 2020), da Secretaria de Documentação da Biblioteca Ministro Oscar Saraiva, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O periódico tem o objetivo de oferecer a ministros, magistrados convocados, servidores do tribunal, estudantes e operadores do Direito, fontes de informação que contribuam para a ampliação dos conhecimentos a respeito de temas atuais.  

“Em razão de se tratar do maior tribunal de direito privado do país, as obras se tornam referência também para desembargadores e magistrados dos tribunais de justiça dos estados da federação”, ressaltou Angélica Carlini. Ainda segundo a professora, “a necessidade de indicação dessas obras de referência decorre do fenômeno da judicialização da saúde suplementar que é muito forte no Brasil. Na atualidade, o Programa de Pós-Graduação em Administração da UNIP tem um grupo de pesquisadores, liderado pelo professor doutor Arnaldo Ryngelblum, do qual faço parte, que se dedica ao tema da Saúde Suplementar. A expectativa é produzirmos material de pesquisa que no futuro possa ser igualmente referenciado para a justiça brasileira.”

A lista completa das Bibliografias Selecionadas pelo STJ para o tema Planos de Saúde pode ser conferida no link: https://bdjur.stj.jus.br/jspui/bitstream/2011/140190/bibliografia_planos_de_saude.pdf

O primeiro trabalho citado da professora, intitulado Dignidade da pessoa humana e contratos de saúde privada no Brasil, foi escrito em parceria com Ingo Sarlet e publicado em 2017 pela Revista de Direito do Consumidor. O texto pode ser acessado gratuitamente no link: https://revistadedireitodoconsumidor.emnuvens.com.br/rdc/article/view/1367/1271

Intitulado A judicialização da saúde privada no Brasil: reflexões a partir da segurança jurídica e do protagonismo judicial, o segundo trabalho, por sua vez, trata-se de um capítulo do livro Segurança jurídica e protagonismo judicial: desafios em tempos de incertezas: estudos jurídicos em homenagem ao Ministro Carlos Mário da Silva Velloso, lançado pela GZ Editora, também em 2017.

 

]]>
DATA14/10/2020
<![CDATA[29/09/2020 - Coordenadora de Letras participa de live sobre o filme Cisne Negro ]]> Por Roseli Gimenes

No dia 14 de setembro, a coordenadora geral do curso de Letras da Universidade Paulista – UNIP, Roseli Gimenes, participou de um debate ao vivo no canal do YouTube do Instituto Lego sobre o tema Cisne Negro e a automutilação: angústia e dor.

Tomando como referência a dualidade expressa pela personagem Nina no filme Cisne Negro, de Darren Aronofsky, os debatedores discutiram questões filosóficas e psicanalíticas da construção do sujeito, da racionalidade, da paixão e da angústia para controlar esses eixos sem um condutor como guia, o que pode muitas vezes levar a excessos como a automutilação.

A questão do corpo e da automutilação na perspectiva da psicologia fenomenológica existencial, a angústia para além da palavra e o suicídio também foram temas abordados durante a conversa.

Além da coordenadora Roseli Gimenes, o debate contou com a participação dos mestres em Psicologia Clínica Alexandre De Renzo Barretti e Lucia Ghiringhello.

]]>
DATA29/09/2020
<![CDATA[29/09/2020 - Coordenadora do curso Letras escreve conto para antologia ]]> Por Roseli Gimenes

A coordenadora geral do curso de Letras da Universidade Paulista – UNIP, Roseli Gimenes, participou do evento ao vivo de lançamento da antologia Histórias do Isolamento – contos, crônicas e desabafos. A transmissão foi realizada pelo canal do YouTube da editora Todas as Musas, no dia 31 de agosto.

O livro reúne contos e crônicas atuais sobre situações vividas durante o isolamento social, causado pela pandemia do novo coronavírus. Roseli Gimenes colaborou com o conto intitulado Siroco, que fala sobre o primeiro período da quarentena, em que memórias afetivas e intelectuais fizeram a autora pensar em obras cujas personagens passam por situações semelhantes, como os filmes Morte em Veneza e O sétimo selo e o livro O amor nos tempos do cólera, de Gabriel García Márquez.

]]>
DATA29/09/2020