Hotelaria

Atos Regulatórios

1. Autorização, Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento

CHÁCARA SANTO ANTÔNIO Reconhecimento Portaria n. 282 de 19/06/2008 publicada em 23/06/2008
CAMPINAS Reconhecimento Portaria n. 544 de 12/09/2014 publicada em 16/09/2014

Projeto Pedagógico do Curso (PPC)

1. Objetivos do Curso

O Curso Superior de Tecnologia em Hotelaria prepara o aluno para atuar não apenas em hotéis e similares, mas também em outros meios que oferecem serviços de hospedagem. O mercado abrange a atuação em colônias de férias, condomínios residenciais e de lazer, em instituições esportivas, educacionais, hospitais e spas, acampamentos, navios, albergues etc.

A área de atuação é direcionada aos serviços operacionais dos setores da hotelaria: hospedagem, lavanderia, governança, eventos, animação, meio ambiente, alimentos e bebidas, entre outros.

As empresas relacionadas ao segmento hoteleiro visam a proporcionar a seus hóspedes o conforto e o bem-estar para assegurar a satisfação do cliente. São tarefas complexas que exigem a atuação de profissionais especializados, com conhecimento e formação nas áreas operacionais da hotelaria.

2. Atividades Principais

  • Conceber e programar produtos e serviços a serem oferecidos ao turista, ao participante de eventos, ao hóspede e ao cliente de alimentos e bebidas;
  • avaliar projetos para equipamentos hoteleiros, extra-hoteleiros e áreas correlatas à hospitalidade;
  • atuar na gestão operacional nos diversos setores do mercado hoteleiro e em todas as áreas concernentes à profissão;
  • trabalhar na consultoria de empresas de hospedagem e nas áreas correlatas à hospitalidade, como a de alimentação e a de eventos.

3. Mercado de Trabalho

O setor hoteleiro continua em crescimento no País e abrange segmentos muito diversificados e que necessitam de profissionais especializados para atuar em estabelecimentos hoteleiros tradicionais ou até mesmo em cruzeiros marítimos e hospitais.

Essas empresas buscam um capital humano preparado para atuar em atividades operacionais de gerência, manutenção, governança, lavanderia, alimentos e bebidas, entretenimento, lazer e recreação.

4. Duração do Curso

2 anos

5. Coordenadores

Rodrigo Stolf

6. Critérios de Promoção, do Regimento Geral da UNIP

Art. 79-A. Da Avaliação da Aprendizagem para os Cursos Superiores de Tecnologia.

I - Rendimento Escolar
A apuração do rendimento escolar é feita por disciplina, conforme as atividades curriculares, abrangendo os aspectos de frequência e aproveitamento.
Assim, o aluno somente poderá ser aprovado e/ou prestar exames com o mínimo de 75% (setenta e cinco por cento) de frequência às aulas e demais atividades programadas para a disciplina.

II - Critérios de Promoção
Os critérios de promoção, envolvendo, simultaneamente, a frequência e o aproveitamento escolar, são os seguintes:
a) se a frequência do aluno for inferior a 75% (setenta e cinco por cento), ele estará reprovado na disciplina;
b) em caso contrário, serão feitas avaliações, assim distribuídas:

  • duas Notas do Professor (NP1 e NP2) para as atividades curriculares, com peso 4 (quatro) cada uma, na composição da nota semestral de cada disciplina;
  • uma nota referente ao Projeto Integrado Multidisciplinar (PIM), com peso 2 (dois) no cálculo da Média Semestral (MS) de cada disciplina. O aluno deverá entregar, obrigatoriamente, um Projeto Integrado Multidisciplinar (PIM) por semestre e a sua avaliação poderá ser consi­derada como parte da nota de uma ou mais disciplinas.

A Média Semestral (MS) será: MS = NP1 x 4 + PIM x 2 + NP2 x 4 / 10

I - se a MS for igual ou maior que 5,0 (cinco), o aluno estará aprovado na disciplina, naquele semestre.
II - se a MS for menor que 5,0 (cinco), o aluno será reprovado.
III - quando a MS for maior ou igual a 4,75 (quatro-­vírgula-setenta e cinco) e menor que 5,0 (cinco), a MS será arredondada para 5,0 (cinco). O desempenho do aluno é avaliado numa escala de 0 (zero) a 10 (dez).

c) a nota obtida no Projeto Integrado Multidisciplinar (PIM) não incide nas disciplinas cursadas em regime de Dependência, Adaptação ou Antecipação e nas disciplinas optativas ou eletivas. Para estas disciplinas, a MS será calculada pela média aritmética simples entre NP1 e NP2.
d) o aluno reprovado em período letivo que não seja oferecido no semestre seguinte deverá matricular-se em período indicado pela Coordenação do Curso.
e) se a média final do PIM for inferior a 5,0 (cinco), o trabalho será considerado insuficiente para a validação das 100 horas de atividade, ou seja, o aluno estará reprovado na disciplina PIM. Entretanto, esta nota fará parte da média final do aluno no semestre cursado.
f) Para as Atividades Complementares (AC), Estudos Disciplinares (ED) e Estágios Curriculares (EC) de alguns cursos será atribuído um conceito semestral (Aprovado ou Reprovado).

Atenção: A reprovação em uma ou mais disciplinas não impede o aluno de continuar seus estudos nos períodos seguintes.
Os casos omissos serão analisados por uma comissão especialmente indicada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, CONSEPE.

III - Estudos Disciplinares
Os Estudos Disciplinares (ED) são unidades de estudos de caráter obrigatório nos cursos de graduação da Universidade Paulista – UNIP, constituindo um eixo estruturante de formação inter e multidisciplinar que perpassa todos os períodos dos cursos.
A carga horária dos ED é definida no projeto pedagógico de cada curso, considerando suas especificidades.
Os ED utilizam a resolução sistemática de exercícios, indutores do desenvolvimento das competências e habilidades para sua área de formação.
Os Estudos Disciplinares são desenvolvidos com recursos educacionais combinados do ensino presencial e da educação a distância, utilizando, entre outros, a plataforma de Tecnologia de Informação e Comunicação da UNIP.
A avaliação de desempenho dos alunos nos Estudos Disciplinares resultará da combinação do seu aproveitamento nas diferentes atividades.

 

Manual de Informações Acadêmicas e Calendário Escolar

Observação: o PPC está disponível também no setor de atendimento e nas bibliotecas.

Grade Curricular - Ingressantes 2019

Disciplinas Carga Horária
Atividades Complementares 100
Cerimonial, Protocolo e Etiqueta 30
Controle de Custos e Formação de Preços 30
Desenvolvimento Sustentável 30
Dinâmica das Relações Interpessoais 30
Direitos Humanos (Optativa) 20
Educação Ambiental (Optativa) 20
Estratégia de Marketing e Vendas 60
Estudo das Bebidas 60
Estudo de Viabilidade dos Projetos Turísticos e Hoteleiros  60
Estudos Disciplinares 300
Evolução da Gastronomia 60
Gerência Alimentos e Bebidas 60
Gestão dos Meios de Hospedagem 60
Gestão em Serviços de Hospitalidade 60
Gestão Hoteleira 60
Gestão Patrimonial e Auditoria 30
Hospedagem: Governança e Lavanderia 60
Hospedagem: Reserva e Recepção 60
Hospitalidade: Turismo, Hotelaria e Gastronomia 60
Hotelaria Hospitalar 60
Lazer, Entretenimento e Recreação 60
Legislação Aplicada a Hospitalidade 30
Língua Brasileira de Sinais (Optativa) 20
Organização de Eventos 60
Planejamento e Manutenção Hotelaria 60
Plano de Negócios 30
Projeto Integrado Multidiciplinar 400
Relações Étnico-Raciais e Afrodescendência (Optativa) 20
Serviço, Sala e Bar 60
Tendências em Hospitalidade 30

Carga Horária Total: 2.020 horas-aula (1.683 horas)

INSCREVA-SE

VESTIBULAR   TRADICIONAL E AGENDADO   USE SUA NOTA DO ENEM

VESTIBULAR
TRADICIONAL E AGENDADO
  USE SUA NOTA DO ENEM